Criadores de Angry Birds pirata roubam quase R$ 100 mil das vítimas

, , No Comments

O sucesso do Angry Birds no Android acabou dando origem a malwares baseados no jogo da Rovio. Um deles em particular chegou a render cerca de 30 mil libras (R$ 100 mil) para os seus criadores. Agora, com o esquema exposto, a companhia A1 Agregator Limited, que desenhou os games que imitavam a franquia da Rovio e os colocou no Google Play Store, terá que pagar uma multa bem maior.

Versão fake de Angry Birds era golpe no Google Play (Foto: Reprodução)Versão fake de Angry Birds era golpe no Google Play (Foto: Reprodução)








Na versão do Angry Birds da empresa A1, quando os usuários baixavam o programa, o app não rodava, e ainda fazia com que o usuário mandasse um SMS no valor de 5 libras (R$ 18) para cada vez que o programa fosse aberto.
Uma agência regulatória britânica chamada Phonepay Plus identificou os responsáveis, congelou as transações feitas no país e conseguiu desabilitar o código do malware. A agência entrou na Justiça e impôs uma multa de 50 mil libras (R$ 160 mil) aos desenvolvedores; uma tentativa de ressarcir os usuários que foram lesados com o golpe.
O malware atingiu usuários de 18 países, e além de versões falsas do Angry Birds, tinham também fakes de Assassin’s Creed eCut The Rope para Android. Na Inglaterra, foram quase 1.400 usuários infectados. Patrick Guthrie, diretor de estratégia e comunicação daPhonepayPlus, festejou o veredito. “Vamos continuar a correr atrás destas pessoas que querem tirar vantagem dos consumidores de smartphones do Reino Unido. Estamos muito felizes que o tribunal tenha nos dado razão. A economia digital é fundamental para o futuro do Reino Unido e vamos continuar tendo ações como essas para manter a confiança do público”, avisou.
Via The Verge.