Donos do novo iPad reclamam que plano de dados 4G acaba em poucas horas

, , No Comments

De acordo com o Wall Street Journal, os donos do novo iPad que assistem filmes em HD usando a conexão 4G LTE podem estar entrando em uma armadilha. Usuários do aparelho afirmam que ao rodar vídeos HD em streaming, o tablet da Apple pode gastar cerca de 2 GB de dados por hora. Esse valor equivaleria, por exemplo, a um pacote de dados mensal de US$ 30 pela operadora Verizon.

Novo iPad e Redes 4G. Armadilha? (Foto: Reprodução)Novo iPad com rede 4G pode ser uma armadilha (Foto: Divulgação)
A tela Retina do novo iPad é um grande incentivo ao consumo de vídeos de alta qualidade, porém, se o dono de um tablet gasta todo o seu pacote de dados assistindo a poucas horas de mídia, o plano passa a cobrar pelo consumo extra de dados. Um exemplo disso foi o que aconteceu com Brandon Wells, que diz ter esgotado toda sua franquia assistindo a cerca de duas horas de basquete universitário pelo iPad. Agora ele terá de pagar 10 dólares por cada GB extra utilizado, além da sua assinatura mensal de US$ 30.
A promessa de conexões sem fio superrápidas está colidindo com a realidade dos custos desse tipo de serviço. Como o grande limitador dessa conexão é o plano de dados das operadoras, o jornal procurou a Verizon, que se recusou a comentar sua estratégia de preços para redes 3G e 4G. A empresa apenas aconselhou aos consumidores que escolham um plano mais completo, ou que reduzam o uso de dados mudando para redes Wi-Fi sempre que possível. 
As redes LTE ainda são uma novidade na maior parte do mundo, e nos Estados Unidos apenas a Verizon Wireless e a AT&T oferecem a tecnologia. Com a redução de receitas na telefonia tradicional (chamadas de voz), as operadoras esperam que o 4G aumente seus ganhos mensais cobrando pela quantidade de dados consumidos.
Planos de dados para iPad (Foto: Divulgação)Planos de dados para iPad (Foto: Divulgação)
Mas com a pressão dos usuários em relação aos preços, as operadoras terão que experimentar novos regimes de cobrança. A AT&T, por exemplo, já está estudando um plano para dar aos desenvolvedores de aplicativos a opção de pagar pelos dados móveis de seus produtos, o que criaria uma espécie de "número 0800" para apps.
Enquanto isso, no Brasil, as redes 4G LTE (assim como o novo iPad) são um sonho distante, já que nenhuma operadora de telefonia presta serviços com esse padrão.